10.5.12

PASSOS COELHO, TRAIDOR DE PORTUGAL!

3 comentários:

paulo pinheiro disse...

Muito gostava eu de saber se o(s)
autor(es) destas criticas a Passos Coelho e Cavaco Silva ,também agiram da mesma forma em relação a Mário Soares, Jorge Sampaio, Guterres, Sócrates, Manuel Alegre e tantos outros vigaristas que arruinaram o nosso país. Se o fizeram, merecem todo o meu respeito.Podem criticar todo o mundo!
Mas, se aos pulhas que nos trouxeram à actual situação de miséria , nada mereceu as criticas e os insultos destes "analistas",
então posso concluir que fazem parte do grande grupo de atrasados mentais do nosso território. Dizem as estatísticas que 45% dos adultos portugueses ou não sabem ler ou não sabem interpretar o que lêem, aos quais é fácil a lavagem ao cérebro que a nossa comunicação social tanto pratica.

paulo pinheiro disse...

Faço votos para que me indiquem onde estão, PARA EU VER, as criticas e os insultos pelo menos a MANEL ALEGRE E JOSÉ SÓCRATES.
Agradecido.
Paulo Pinheiro

Pierrot le Fou disse...

Sr Paulo Pinheiro,

O blog Pierrot le fou não é parcial e nunca apoiou nenhum partido político.
Em relação a José Sócrates, várias foram as publicações que abordaram a péssima actuação do charlatão em questão, que muitos cidadãos sentiram em tempo real e claro, por causa do estado de desgraça a que chegámos em Portugal pela manipulação do Estado e e dos portugueses, por parte de um indivíduo que foi eleito por parte do povo e que deliberadamente entrou no grande jogo do negócio que não contempla os direitos e a dignidade das pessoas que pagam impostos, saltando por cima da CRP e de muitas leis.
Em relação aos adjectivos usados para o Primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, não são nada mais que respostas proporcionais aos insultos que enquanto cidadão nacional, me fartei de ouvir e sentir directa ou indirectamente, através das decisões que castigam, penalizam e desvalorizam os portugueses e as suas capacidades (humanas...).
Conheço pessoas do partido do Primeiro-ministro que de certeza não agiriam com tanta obsessão pelos valores da finança e desprezo pelos cidadãos. Cidadãos estes, que sofrem as mesmas consequências dos governos que foram rebaixando Portugal na Europa e no mundo, desde 1985. Não são só os bancos e os supostos mercados que sofrem...
Coisas boas foram feitas, felizmente. Mas... fazer certas coisas boas, não justificam as infinitas coisas más. Não nos devemos fixar num só partido da República. O próprio Francisco Sá Carneiro, se fosse vivo, muito provavelmente não seria a favor das políticas (se assim as podemos chamar...) que o partido do governo aplica por impulsos, que nos levam que não ajudam os portugueses no presente. As contas podem vir a equilibrar-se e podem esperar. O ser humano não aguenta até 2018 sem comer...
O desemprego cresce todos os dias e nem uma iniciativa de peso.
Só se responde à Troika, ao FMI, à alta finança, as bancos e a outros coitadinhos do dinheiro que estão a sofrer...
Sem pessoas, não há mercados, não há bancos, não há produtividade nem crescimento.

Se procurar no arquivo do blog (em baixo na página), encontrará várias intervenções dirigidas ao "Engenheiro de domingo", que publiquei durante o seu mandato.
Não actuo para ofender pessoas por serem de um ou outro partido. Intervenho em resposta a acções, que considero injustas e abusivas para a República e para os cidadão.
Para o efeito, nada como usar o Estado. É verdade, o Estado tem sido usado para fazer negócios e os governos legislam para o tornar obsoleto e vulnerável.
Nunca concordarei com isso.


Saúde,

Pierrot le fou