25.4.12

REVOLUÇÃO E LIBERDADE? PSICOLOGICAMENTE...

1 comentário:

Marília Gonçalves disse...

Quem Traíu Abril, traíu seu Sangue, seus Filhos, Pais e Solo

Abril de rubro fruto
Abril hoje de luto
Pela dor popular
Abril com vontade de gritar
Soltar a voz
De seu vivo cantar.

Quem te liberta Abril
Do ardil traiçoeiro
Dos teus mandantes vis
Aonde a luz no nosso Abril primeiro
O de 74
Quando tudo era verdadeiro
Enorme anfiteatro
Onde era a voz do Povo
Que erguia um País novo.

Abril de rubros cravos e canções
De praças cheias de rubros corações
De avenidas inteiras
Onde o povo se vazava
Como se ribeiras
O impelissem mais
Ai Abril, quando nos regressas
Tu que foste o cumprir
Das mais belas promessas
Trocadas entre Amigos,filhos e seus pais?!

Marília Gonçalves


VIVA O 25 DE ABRIL DE 1974 PARA TODO O SEMPRE
Libertar e Reerguer Abril