13.4.11

PORTUGAL É O PAÍS EUROPEU ONDE MAIS SE TRABALHA!


Notícia, aqui: http://economico.sapo.pt/noticias/portugal-e-o-pais-europeu-onde-mais-se-trabalha_115838.html

Bem me parecia!
Só ouvimos falar de crise, recessão, dívida pública, dívida externa, austeridade, produtividade, injustiça social, altas reformas dos administradores e políticos, baixos salários, especulação, subida dos preços dos combustíveis...
Já percebi tudo!
Já imagino os políticos culpados pelo estado do nosso país, nas suas habituais acções maléficas que venderam os direitos dos portugueses, a dizer:
"Bem! Os gajos estão ocupados a trabalhar, vamos lá fazer negócio com os bancos e com os grandes empresários, se queremos rebentar com o país, e ver nosso dinheirinho offshore continuar a aumentar!
O verbo "aumentar" faz-me lembrar a gasolina, Também sobe! Ah ah ah ah ah..."

Então o problema de Portugal resume-se a isto? O país está encravado porque andámos a trabalhar demasiado?
Só vejo uma solução!
Temos que trabalhar menos!
E sonhar com o dia em que aparecerão políticos que façam o mesmo, na Assembleia da República Portuguesa!
Não é só receber, receber e receber, complicar, almoçar, usurpar,...
E se construíssemos tribunais para políticos corruptos?
Isso não! Gera emprego. E emprego, é trabalho!

Pierrot le fou (Abril 2011)

2 comentários:

pouihi disse...

podíamos construir um campo de golfe... é de lazer e o iva é uma maravilha!!

Pierrot le Fou disse...

Olá Pouihi,

Podemos construir campos de golfe, estádios, piscinas olímpicas e outros monumentos para a "expressão física".
É claro que também podemos edificar hospitais, escolas, centros de formação, complexos culturais, centros de investigação,
O IVA, o IRC, o IRS patrocinam as jogadas tecnocráticas dos políticos sentados nas cadeiras das doutrinas maquilhadas, em nome de técnicas que decoraram, por aí, talvez até numa universidade qualquer!
Limitando o discurso político às bases do Século XIX, não vamos lá!
Evoluir é descobrir, renovar, reclassificar, investigar, construir, incentivar, acreditar, participar, envolver,...
Assim, não vamos mesmo lá!
Olhemos para os cientistas, para os médicos (cientistas)... Se fixassem o seu conhecimento no passado, até a nossa consciência já teria sido amputada!

Abraço,

Pierrot le fou