27.10.10

"ESBRUNGLE E O PC 186"
Blogonovela de Pierrot le fou


Levitava a mente do ser que se encontrava sentado no escritório da empresa que lhe fornecia o fraco salário mensal que lhe permitia pagar os impostos e outras contas da sobrevivência banal , quando a cafeteira eléctrica que o acompanhava na sua turbulenta rotina, sem aviso prévio, produz um ruído assustador, interrompendo a sua relaxante viagem no encosto laboral das suas quarenta horas semanais.
Como se o mundo fosse acabar, o escriturário levanta-se da sua íntima cadeira, amiga de longa data, cúmplice da sua energética actividade, da qual dependiam infinitos emails e PDFs e outros ficheiros que com grande esforço armazenava em pastas bem organizadas no disco do seu PC 186.
Esbrungle, sim, é um nome certamente estranho, mas este especialista nas várias formas de acomodação a cadeiras de escritório, para além da grande responsabilidade que o persegue no dia-a-dia, na sua profissão de alto risco, decidiu manter o nome que o seu pai Afrunzio e a sua mãe Esgorneta lhe ofereceram no dia do seu nascimento, chovia a potes lá na aldeia e o sino da igreja estava avariado.
Esbrungle é um homem resistente e lutador. Habituado a enfrentar todos os tipos de situações imagináveis num desktop.
Já tinha até este dia, substituído tinteiros da impressora, actualizado o antivírus, enfim, é um empregado sério, sem dúvidas, sem receios, mas...
A cafeteira avariou-se?
"Não sei reparar cafeteiras eléctricas". Diz ele em voz baixa, como que envergonhado, não querendo admitir aquela sua fraqueza, temendo que alguém o ouvisse.
Para além do mais, para atingir a velocidade de cruzeiro, Esbrungle precisava de cafeína, muita cafeína!
"Que dia! Como pode isto estar a acontecer-me? Assim, não consigo trabalhar!"
As coisas complicaram-se, as paredes do escritório pareciam estar a escurecer, as janelas, pareciam triangulares, o PC 186 parecia estar a rir-se, e no monitor, Esbrungle conseguia ler em maiúsculas "ÉS UM FALHADO! "
"Não sou nada!" Responde Esbrungle ao PC 186.
Como ousas tu insultar-me?
Sempre tratei de ti como se fosses um TOSHIBA Duo Core 2.6Ghz,... Como um MAC!
Furioso e ofendido com a atitude do PC 186, Esbrungle sai do escritório furioso, e dirige-se ao café mais próximo.

Como irá acabar esta novela?

A - Esbrungle toma o café, regressa ao escritório mais calmo, perdoa o PC 186 e continua a trabalhar.

B - Esbrungle sai e nunca mais volta.

C - O patrão de Esbrungle, no escritório ao lado, ouviu a discussão entre o homem e a máquina, e decide investir num PC mais actual, como prova de agradecimento ao seu dedicado empregado.

D - O PC 186, ao ver Esbrungle sair, ficou ali só, a chorar.

Pierrot le fou

9 comentários:

Marília Gonçalves disse...

Perguntas à espera da vossa Resposta

será que a força do dinheiro vale mais que a vida e a alegria sadia de viver do povo?

será que o amor dos pais em Portugal,
está também adormecido e inconsciente?

será que esta época de máquinas,maquinetas e computadores, nos robotizou?

será que ainda somos gente?

será que ainda somos um povo capaz de Amor Pátrio?

no fundo será que GUIMARÃES COM SEU CASTELO, berço de Portugal ainda significa algo para os filhos de Portugal?

Será que Camões é para o povo português o Poeta de ser-se Português?


Afinal respondam dentro de vossas consciências: QUEM SOMOS?
QUEM É CADA UM DOS QUE CADA DIA SE LEVANTAM PARA GANHAR A VIDA?

QUEM ESTÁ Á VOSSA FRENTE CADA VEZ QUE OLHAM UM ESPELHO!

eu acredito ainda na vossa Consciência Humana, não se deixem transformar em blocos de gelo motorizados e sem memória da História de todos os que, vossos avôs atravessando o tempo semearam Portugal!

Marília Gonçalves

Marília Gonçalves disse...

http://aeiou.expresso.pt/video-um-retrato-de-portugal-em-ruinas=f541846

Anónimo disse...

A escandalosa realidade portuguesa na UE
http://jdei.wordpress.com/2010/10/30/pcp/#comment-421

Marília Gonçalves disse...

SENHORES GOVERNANTES E MANDADORES DE LEIS

quão longe anda o espírito do que se segue de vosso mando: Dar ao Povo, facultar-lhe acesso à Beleza à Arte à Cultura, incendiar de emoção e alegria o coração do homem da mulher no dia-a-dia
Despertar enfim, e ser-se humano e bom
Marília Gonçalves

http://www.youtube.com/watch_popup?v=NLjuGPBusxs&vq=medium

Anónimo disse...

VERGONHOSO!!!!!!

A CRISE SÓ PARA OS POBRES
RICOS CADA VEZ MAIS RICOS

Lucros de 4 bancos sobem 53 milhões até Setembro
VEM NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS

http://dn.sapo.pt/bolsa/interior.aspx?content_id=1701448

pouihi disse...

Esbrungle arranja uma caçadeira e comete um crime passional com o PC 186?

Pierrot le Fou disse...

Pouihi,

E Esbrungle é julgado, condenado a vinte anos de prisão, onde irá escrever um ensaio sobre a relação da máquina humana e a sensível tecnologia, tão mal tratada pelos predadores dos blogs, seres gelados, sem sentimentos? ;)

pouihi disse...

e provavelmente desenvolver um amor platónico pela tv a preto e branco, modelo protótipo, disponível na sala de convívio do estabelecimento prisional. No entanto ao ver a sua pena reduzida para metade, por bom comportamento, ñ vê outra alternativa se ñ pôr fim ao seu sofrimento enforcando-se com o cabo da dita cuja

Pierrot le Fou disse...

E ouve-se um riso no ar.
Será o espírito do PC 186 ou a televisão, num acto de duvidosa solidariedade?...