26.10.10

A FORTUNA DUM SIMPLES TRABALHADOR
(escrita burlesca ou burla social?)


Imaginemos políticos a trabalhar arduamente, sacrificando os seus corpos, riquezas, reformas e outros rebuçados da existência, numa missão patriótica e humana, em nome do conforto e da estabilidade social do nosso país... STOP!

Vamos falar de coisas sérias!
A vida é bela, (como diz o outro) nós é que damos cabo dela...
Todos nós abusámos do dinheiro que falta nos cofres...

...Desculpem esta interrupção mas tive que tirar o meu Jaguar da garagem, pois estava mal estacionado e a minha mulher chegou das compras, no seu Audi.

Dizia eu, que isto assim não pode ser!
É claro que todos trabalhamos e recebemos muito mal, mas...
Andamos a comer todos os dias, temos direito a alugar casa, e ainda por cima, temos televisão!
É um abuso social! Um atentado às (con)sagradas linhas da Constituição da República Portuguesa, que em sintonia com os mandamentos da universal declaração, que promove os direitos do Homem (e de certos outros homens!), dita as regras para o bom comportamento cívico, em nome do respeito, da dignidade dos pobres capitalistas, que na sua consciência... Só um momento, volto já...

Eis-me de volta.

Perdoem-me novamente, mas desta vez, foi o meu filho que chegou de mais um dia de escola, no Maserati que lhe ofereci no dia do seu aniversário.

Bem, afinal, não posso continuar a conversa. Tenho que sair! Ligaram-me do aeroporto a dizer que o interior do meu falcon já foi remodelado e ainda por cima, tenho que ir comprar duas vivendas, para oferecer a dois meus desgraçados amigos, que não têm nada!
Um deles é ministro, o outro, administrador... Enfim, uns pobres coitados que como sempre, precisam do nosso dinheiro.

Pierrot le fou

2 comentários:

El Matador disse...

Eh lá, é só carros baratinhos.

Pierrot le Fou disse...

Um carro e um avião...
Um simples Falcon da Dassault...