7.5.10

10 MANDAMENTOS PARA O CAPITAL REFUNDIDO
(POVO ≠ ECONOMIA)



ESQUECE A TUA VIDA E OS TEUS DIREITOS.
SACRIFICA OS TEUS FAMILIARES E AMIGOS.
JUNTA-TE A NÓS NESTA CAUSA MONETÁRIA!
PODERÁS SER O “EMPREGADO DO ANO”.
PARA ISSO, DEVERÁS OBEDECER AOS 10 MANDAMENTOS,
QUE DEFENDEM OS NOSSOS INTERESSES;

- Mandamento 1º. Não amarás a tua família!
- Mandamento 2º. Insistimos, para que ignores os teus filhos!
- Mandamento 3º. Trabalharás sem dormir, em nome do capital económico invisível!
- Mandamento 4º. Comerás os restos das crises económicas, por nós promovidas!
- Mandamento 5º. Roubarás e tudo nos entregarás!
- Mandamento 6º. Serás nosso defensor, frente aos teus iguais!
- Mandamento 7º. Denunciarás os fracos que não produzem!
- Mandamento 8º. Agradecerás diariamente, a liberdade que te proporcionamos!
- Mandamento 9º. Obedecerás a qualquer superior económico!
- Mandamento 10º. Não usarás a tua consciência!

Pierrot le fou

5 comentários:

Marília Gonçalves disse...

Bloqueio dos EU a Cuba

http://paraafrenteeocaminho.blogspot.com/

Marília Gonçalves disse...

Afinal Portugal até está rico!!! RICO E AMARELO

o meu espanto: Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
aprova empréstimos de milhões e milhões de € e consegue fazer-se ouvir! ESPANTOSO!!!!

Meu Triste e Pobre Portugal a querem fazer-te passar pelo que não és, quando das tuas dores e mágoas se faz silêncio indiferente aqui pela estranja…. pois é, nós por aqui aflitos por notícias tuas, e quando se ouve falar de ti de teus costumes, é para invariavelmente nos dizerem que és o papa bacalhau! coitado nem ao fiel amigo tens direito, que até ao mar vai faltando…e afinal da fidelidade apenas vais conhecendo a dos teus inimigos desrespeitosos, os que te espoliam e maltratam! Meu velho Portugal…. se tu soubesses com quem andas metido e agora lá vem teu nome à baila… por solidariedade? não para quebrar os braços dum povo em luta!
Meu Portugal de Abril que corja se esconde em ti e te difama?
Aqui me fico triste e solitária como tu, com o meu desespero de não poder voltar, mas o sofrimento dos que te amam não entra em linha de conta dos que te desgovernam!
longe, Portugal porém tão tua como quando em ti me achava
beijo-te o Solo conspurcado Meu Amor
Marília Gonçalves

Anónimo disse...

Fala do homem nascido

Com licença! Com licença!
Venho da terra assombrada,
do ventre da minha mãe,
não pretendo roubar nada
nem fazer mal a ninguém.
Só quero o que me é devido
por me trazerem aqui,
que eu nem sequer fui ouvido
no acto de que nasci.

Trago boca para comer
e olhos para desejar.
Com licença, quero passar,
tenho pressa de viver.
Com licença! Com licença!
que a vida é água a correr.
Venho do fundo do tempo
não tenho tempo a perder.

Minha barca aparelhada
solta o pano rumo ao norte,
meu desejo é passaporte
para a fronteira fechada.
Não há ventos que não prestem
nem marés que não convenham,
nem forças que me molestem,
correntes que me detenham.

Quero eu e a Natureza,
que a Natureza sou eu,
e as forças da Natureza
nunca ninguém as venceu.
Com licença! Com licença!
Que a barca se faz ao mar.
Não há poder que me vença.
Mesmo morto hei de passar.
Com licença! Com licença!
Com rumo à estrela polar.

António Gedeão

Anónimo disse...

Ode à Paz Natália Correia


Cesse o ímpio desterro, ó Mães, e redivivo
Restaure o rito as torres das primitivas crenças!
Vossa espectral ausência foi-nos tempo perdido
Em factícias ciências.


Fomos nós que fugimos ou vós as foragidas
De um descarnado credo? e em vagos horizontes
Do nosso sangue errais, a prantear-nos longínquas...
Ó Mães descei dos montes!


Estorcem-se em batalhas os campos dolorosos
E, numa correria por sonhos maus, em trânsito,
De guerra em guerra, somos um vaguear autómatos
Numa névoa de sangue.


Perdulários perdemos os nossos nomes próprios
E nas cinzas do verbo os números ensinam
A lógica mais triste de sermos uns para os outros
Motivos de chacina.


Antes que as flores expirem numa lenta agonia,
Passe um bando de mísseis e nos leve as garras,
De iluminar o nada a luz fique vazia
E apodreçam as águas.

Antes que o tempo venha morrer nos nossos olhos,
Voltai do monte, ó nácar das madrugadas rústicas!
Ó Mães! Se os próprios deuses são vossos filhos pródigos,
Perdoais nossas culpas!

Das moradas do ser éreis o muro e a telha,
Lençol tecido por mistérios femininos;
Numa inocência agrária, a lenha, o linho a ideia
Segura dos caminhos.

Éreis, de madrepérola, os pilares dos céus claros,
A pureza do pão e a limpeza dos ventos.
Foi isto há tanto tempo. Para que estrela mudastes
As colunas do templo?


Onde cantam as aves que emudeceis nos ecos?
Nascem e morrem os deuses. Só vós que os procriais
E lhes fiais os fados sois por cima dos séculos
Puramente imortais.


Vinde, sábias de novo, inspirar os oráculos,
Expulsar dos vaticínios os rostos funerários.
Apressai-vos, ó Mães! Que as pestes já estão prontas
Nos nossos calendários.


No tráfego da ira, semáforos nucleares
Já impedem o trânsito para as últimas esperanças.
Vinde, meigas e mágicas ó fadas minerais
De perdidas lembranças!


Com a frescura da origem voltai novamente
Brilhe o ovo de prata de que somos nascidos,
A paz entre nos sonhos; e à casta nascente
Retrocedam os rios.

Cesse o nosso castigo, Mães despregai da cruz
A estampa triste deste agonizar infindo.
O deus prostrado e tétrico que ensanguentou a luz
Também é vosso filho.

Que pomba nos trará notícia do armistício,
Que rosa deixará um perfumado rasto
Quando um deus condenado à lição do suplício
Diviniza o holocausto?

Libertai-o e entre os deuses dai-lhe o lugar sadio
De filho humilde às vossas sentenças naturais.
Adorar só um deus é um orgulho sacrílego
Que não nos perdoais.

Vinde fartes e férteis , claras vogais do verbo
Formosíssimas ânforas de bondade uterina!
Esconjurai, ó frutíferas!, os senhores dos ponteiros
Que marcam a chacina.

Marília Gonçalves disse...

http://liberdadeecidadania.blogspot.com/

ATT DE PÉ O PERIGO É REAL

COMPANHEIROS AMIGOS LEITORES (Resposta à Magnifica Chamada à Acção do Coronel Andrade da Silva, um Capitão de Abril) em Liberdade e Cidadania

é tal e qual! ou se activam intensamente ou se perdemos o comboio da Grécia, durante longos anos de desespero não torna a passar mais nenhum!
Agora ou vai ou racha!
é preciso que todos percebam que estamos num ponto crucial da História!
Avancem ! avancemos todos Unidos!
e poderemos dizer que ganhámos as nossas vidas e as de nossos filhos!
ou então adeus minhas encomendas.... e a nova e moderna escravatura tomará o lugar da Democracia e entraremos num processo de robotização, onde toda a forma de Liberdade e todos os Direitos nos serão negados! querem um exemplo? vejam como eles querem baixar o valor das reformas de quem trabalhou uma vida inteira a descontar para a velhice! olhem à vossa volta, acham que é possível viver se eles diminuem as reformas que são já tão pequeninas? Enquanto eles têm reformas enormes como vos mostrei no post anterior sobre o luto nacional!
está ai a prova! Eles acham que para eles tudo é pouco e querem mais ainda!
e a nós? acham que o pouco que temos é demasiado!
Por aí vejam com atenção o que nos espera!
eu mesmo doente estou pronta! Esse não é o futuro que quero para os que amo e deixarei um dia, quando a partida definitiva chegar num deserto de gelo, onde um pouco de calor humano será apenas uma vaga memória!
Adiante e Unidos Venceremos! O perigo é mesmo real, não se deixem mais iludir nem embalar por falinhas hipócritas!
A vida é nossa, não deixemos que nos transformem em máquinas de rendimento que quanto mais trabalham mais rendem!
Usem toda a capacidade de vossos cérebros, pensem profundamente no que vos espera! Acreditem naqueles que não têm nenhum tacho a defender! TODOS OS OUTROS APENAS PENSAM APROVEITAR AS NOSSAS FOR9AS E CAPACIDADES ATÉ AO EXTREMOS!
ADIANTE!TODOS UNIDOS VAMOS EM FRENTE!

Marília Gonçalves