21.4.10

25 DE ABRIL DE 1974, A LIBERDADE
"AQUI POSTO DE COMANDO DO MOVIMENTO DAS FORÇAS ARMADAS..."


A REVOLUÇÃO MAIS BONITA, NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE!

"Aqui Posto de Comando do Movimento das Forças Armadas. As Forças Armadas Portuguesas apelam para todos os habitantes da cidade de Lisboa no sentido de recolherem a suas casas nas quais se devem conservar com a máxima calma. Esperamos sinceramente que a gravidade da hora que vivemos não seja tristemente assinalada por qualquer acidente pessoal para o que apelamos para o bom senso dos comandos das forças militarizadas no sentido de serem evitados quaisquer confrontos com as Forças Armadas. Tal confronto, além de desnecessário, só poderia conduzir a sérios prejuízos individuais que enlutariam e criariam divisões entre os portugueses, o que há que evitar a todo o custo.
Não obstante a expressa preocupação de não fazer correr a mínima gota de sangue de qualquer português, apelamos para o espírito cívico e profissional da classe médica esperando a sua acorrência aos hospitais, a fim de prestar a sua eventual colaboração que se deseja, sinceramente, desnecessária."

8 comentários:

El Matador disse...

Sempre!

Pierrot le Fou disse...

VIVA PORTUGAL!

Marília Gonçalves disse...

O 25 de Abril é uma urgência Universal

Abril é uma urgência universal
O mundo fraterno a construir
O uivo a florir no vendaval
De maculadas pombas a cair.

Abril sobre o vácuo do sentir
Mais um Abril aurora flor de luz
Incendiando os olhos do porvir
Na vastidão a previdência de Argus.

Um grito do pensar nova razão
Estridência de seara a repartir
Onde cada se humano seja irmão
E a evidência o tempo a construir.

A bruma do pensar que se desfaz
Ribeiras transparentes a correr
Para que possa enfim surgir a PAZ
Onde a lei final será viver!



Marília Gonçalves

http://www1.ci.uc.pt/cd25a/wikka.php?wakka=tl10

Anónimo disse...

o dia 9 de Setembro de 1973, numa reunião clandestina de capitães no Monte Sobral, Alcáçovas, nasceu o Movimento das Forças Armadas (MFA) que deu origem à Revolução dos Cravos.

Uma primeira reunião clandestina tinha occorrido pouco antes, em 21 de Agosto de 1973, em Bissau (Guiné-Bissau).

Marília Gonçalves disse...

http://nossaspoesiaslibertarias.blogspot.com/

Carta Aberta à Juventude de Portugal

José Dias disse...

Perguntas de um operário letrado


Quem construiu Tebas, a das sete portas?
Nos livros vem o nome dos reis.
Mas foram os reis que transportaram as pedras?
Babilónia, tantas vezes destruída,
Quem outras tantas a reconstituiu? Em que casas
da Lima dourada moravam seus obreiros?
No dia em que ficou pronta a Muralha da China para onde
Foram os seus pedreiros? A grande Roma
Está cheia de arcos de triunfo. Quem os ergueu? Sobre quem
Triunfaram os Césares? A tão cantada Bizâncio
Só tinha palácios
Para seus habitantes? Até a legendária Atlântida
Na noite em que o mar a engoliu
Viu afogados gritar por seus escravos.

O jovem Alexandre conquistou as Índias.
Sozinho?
César venceu os gauleses.
Nem sequer tinha um cozinheiro ao seu serviço?
Quando sua armada se afundou Filipe de Espanha
Chorou. E ninguém mais?
Frederico II ganhou a Guerra dos Sete Anos.
Quem mais a ganhou?

Em cada página uma vitória.
Quem cozinhava os festins?

Em cada década um grande homem.
Quem pagava as despesas?

Tantos histórias.
Quantas perguntas.

Bertold Brecht

Pierrot le Fou disse...

Caro José Dias,
A Ponte 25 de Abril foi construida por pessoas, por cidadãos, pelo povo.
Por isso mesmo, não tem o nome "do outro".
Mas na verdade, as perguntas continuam a surgir...

Um abraço,

Pierrot le fou

ici Paris disse...

"La bicyclette, c'est comme la révolution, quand elle n'avance pas, elle tombe !" - Eddy Merckx ! - Mais non, Che Guevara
do filme "Les Aventures de Rabi Jacob"

ici Paris