11.5.09

Dançar (tout court)


Se no seu emprego (ou Trabalho...), estiver a atravessar uma fase difícil ou sentir interferência por parte de colegas impossíveis de aturar (chefes frustrados, imbecis, invejosos, complexados, mal casados,...), imagine a música e reproduza os passos do carteiro frente ao inimigo...
Veja aqui

3 comentários:

Anónimo disse...

para que se saiba o que sofrem os sem-papéis e como há quem ganhe com isso
e se nos sujeitamos a tanto é por necessidade

Sou jovem brazileira, vivo em Paris e não tenho documentos, há dois anos que vivo assim, amedrontada, mas sempre tenho encontrado trabalho que ao mesmo tempo me aloja, no outro dia, trabalhava num restaurante sem horas de trabalho, ficando enquanto houvesse serviço, de repente comecei a deitar sangue pela boca e a ter grandes dores de estômago, pessoas que me conhecem levaram-me para as urgências do hospital mais perto, e a partir daí meus patrões não mais fizeram caso de mim e despediram-me
mas a primeira coisa que fizeram assim que sai do hospital foi tirar-me o dia de folga pelo dia que fiquei hospitalizada
Pagavam-me abaixo dos valores habituais e eu trabalhava muito mais horas por dia do que a lei estipula.
Pode dizer-se que é uma nova forma de escravatura, de que me vale ser do país de Castro Alves, tantos anos depois das batalhas do poeta pela libertação dos escravos, se continua a haver quem se aproveite e lucre com o sofrimento dos outros
Ana Lisa

Pierrot le Fou disse...

Olá Ana Lisa,

Infelizmente, todas as políticas parecem contornar a lei e direitos, protegendo a injustiça no trabalho.
Para viciados em dinheiro, a saúde é importante enquanto negócio, as pessoas enquanto clientes!
Desejo aos seres a quem ainda tem o bom senso e educação, de chamar "patrões", o dobro daquilo que lhe desejam a si.
Considerando que todos vivemos acompanhados de ambição e imensa vontade de evoluir, espero que a sua passagem por Paris, resulte em estabilidade ou orientação, no sentido de continuar a trabalhar... no sítio certo e com dignidade.

Cumprimentos,

Pierrot le fou

ma_biche disse...

Tá Espectacular!