4.4.08

SEGURANÇA SOCIAL APERTA O CERCO A QUEM?
GOVERNO SOCIALISTA PORTUGUÊS É UMA VERGONHA


"NÃO TENS DINHEIRO? ENTÃO PASSA PARA CÁ O TEU SALÁRIO, A TUA MOBÍLIA E A TUA VIDA!"
A ditadura está aí e veio para ficar, pelo menos aqueles que figuram neste vergonhoso governo parecem pensar assim.
Se socialismo é alguma doutrina, pois sinto que na prática não resulta por vontade própria de seus seguidores.
A exagerada cobrança de taxas e impostos regalam estes seres dementes que ao ver o povo português em dificuldades no presente, lhes prepara de bom gosto um futuro ainda pior.
Ser trabalhador independente em Portugal é obedecer, cumprir, pagar, contribuir e ter direito a segurança social.
Segurança social? vamos lá espreitar o que se vai passando com a segurança social portuguesa [aqui].
Quando estes irresponsáveis que pensam mandar no destino do nosso país perderem os seus lugares ao sol (já faltou mais, pena é que os que virão podem vir a fazer o mesmo), talvez passem a "conseguir" distinguir "trabalhador independente" de "mega empresário" (1000 000 000 € não é igual a 20 000€ e 1 não é igual a 2, 1/2 não é igual a 1/1000 000 000... "é fazer a conta". Recentemente vimos uma muito parecida na Assembleia da República num diálogo protagonizado por dois actores contemporâneos).

Tolerar ou colaborar com esta ditadura é atentar aos nossos direitos enquanto cidadãos, enquanto pessoas e enquanto famílias que simplesmente querem viver ou sobreviver no seu país.
Pensar como estas pessoas incompetentes é revelar ausência de cerebelo ou mesmo alguma grave doença mental.
gostaria um dia, de ver esses senhores da tecnocracia a trabalhar mas depois de mais uma batalha versus povo português, acho que temos que admitir que quem está a governar Portugal declarou a guerra aos seus cidadãos visivelmente indefesos face ao tal poder obscurantista presente.
Se a intenção for exterminar dignidade e direitos sociais dos trabalhadores portugueses, alguém está a conseguir atingir o seu perigoso e progressivo objectivo que parece ter rumo à indiferença social com associação maléfica às novas tecnologias, já que programadas ao perfil das políticas extremistas ultimamente praticadas em Portugal.
SEGURANÇA SOCIAL? [ESPREITE AQUI]